Curso Gratuito de Como fazer uma horta

Agora sim, não há mais desculpas! Se o problema era dinheiro, espaço ou falta de conhecimento, está tudo resolvido! Aprenda como fazer uma hortinha na sua casa, de maneira simples.

A Acessa SP formulou este mini curso para auxilia-lo Confira AQUI ; Basta inscrever-se e selecionar o curso!

Há diversos outros cursos gratuitos no portal, aproveite!

Parque de Flores – Hitachi Seaside Park – Japão

Uma mar de flores… Assim pode-se definir umas das partes do Parque Hitachi, em Hitachinaka, província de Ibaraki, no Japão.
Neste maravilhoso parque, de um pouco mais de  35 mil m² de área voltada para o cultivo das mais diversas espécies, você irá encontrar flores o ano todo, das mais variadas cores e formas. Em cada temporada, o cenário se modifica completamente.

O Parque fica em uma maravilhosa colina, que como se não bastasse as lindas flores ainda têm uma vista panorâmica do Oceano Pacífico;
As nemophilas azuis são as flores mais famosas do parque. Durante a primavera, mais de 4 milhões delas florescem, transformando o jardim em um mar de pétalas azuis transparentes.
Em 2011 a cidadezinha foi devastada pelo tsunami, mas, como sempre se espera deste povo guerreiro, os jardins já foram restaurados e voltaram a encantar os milhares de turistas novamente.

Crédito da Imagem: Torne

Crédito Imagem: Azure

Vale muito a visita!

O Parque Fica aberto o ano todo:
Localização do Hitachi Seaside Park
End: 605-4, Mawatari Aza Oonuma, Hitachinaka-City
Tel: Hitachi Seaside Park TEL :029-265-9001
Horários: 9:30-17:00 (sujeito à mudanças conforme a temporada)
Site oficial do Parque: http://www.hitachikaihin.go.jp

Pneu Vertical! Flores em pneus

Coloque suas ideias em prática neste Verão!
Veja que lindo ficou este simples pneu com algumas plantinhas!

Você vai precisar de :

  • Pneus Velhos
  • Furadeiras – buchas e parafusos grandes
  • Flores – que podem ser em sementes ou já adultas, a sua escolha.

Primeiro faça os furos para a drenagem no pneu. Com a furadeira fica mais fácil;

Faça uns 4-8 furos – dependendo da variedade de planta que vai querer colocar e local onde ficarão expostas.

Para colocar na parede, verifique se a mesma tem boa sustentação; Dependendo do tamanho do pneu e quantidade de substrato, poderá pesar bastante.

Coloque parafusos grandes, para uma boa sustentação; Verifique se está bem firme.

Coloque o substrato de boa qualidade e efetue o plantio/semeio.

Agora é só cuidar com carinho e esperar!

Mãos à obra!

Fonte: http://bit.ly/1jZOp0r

Ideias Criativas!

Simples de fazer! Charme,  diferencial ao seu jardim!

Você vai precisar:

1) Separador de Canteiros – A metragem dependerá do tamanho da flor ou outro objeto que você queira fazer.

2) Substrato de boa qualidade

3) Muita imaginação!!

Você pode fazer com flores, com grama, temperos e até mesmo suculentas e cactos!

Fica lindíssimo.

Bom Cultivo!

Carimbo com Vegetais


Tudo pode ser aproveitado! Inclusive as partes dos legumes e verduras que jogamos fora!
Eles também servem para carimbar!
Isso mesmo! Que tal fazer um convite de casamento personalizado sem gastar muito? Ou ainda enfeitar um bolo com tinta comestível?!

Fica lindo!

Veja como é simples:

Você vai precisar de:

  • Pedaço inferior de um Aipo
  • Tinta para Carimbo ou tinta Guache
  • Folha de papel
Corte o  Aipo-Salsão bem na parte inferior, a que geralmente não utilizamos para o consumo.
Mergulhe esta parte na tinta Guache ou passe na tinta para carimbo.
Retire o excesso em um rascunho.
Aplique no local desejado;
Você pode fazer com outros vegetais.
Com alface, almeirão, quiabo, maçã, pepino, pimentão e  muitos outros!
Veja mais idéias bacanas
Veja como fazer o trevinho com a maçã Aqui
Linda Idéia de carimbo com Quiabo, Aqui
Há muitas aplicações! Imagina uma parede cheia de rosas feitas desta maneira?
Vamos colocar a criatividade para trabalhar!!
Inspirador, não?

O que plantar no inverno?

Ahhh o inverno.. estação fria, mas gostosa e aconchegante.. Quem não gosta de dormir mais coladinho, ficar debaixo de um cobertorzinho no sofá assistindo aquele filminho e ainda comendo uma ótima pipoca??

Bem, mas além dos filminhos e cobertores há um passatempo tão bom quanto, ou melhor: PLANTAR!

O inverno, ao contrário do que muitos pensam, é uma ótima época para o plantio. Neste período há a redução de proliferação de pragas e doenças, devido as temperaturas amenas, favorecendo o plantio.

Pois bem, mãos à obra!
Ops.. mas o que plantar??
Por isso que estamos aqui, para ajudá-los nesta questão.
São muitas opções, é neste período que você pode começar a preparar o seu jardim para a primavera!

Aqui estão algumas dicas do que plantar no inverno:

Flores:
Amor-Perfeito: Amarílis:
Gladíolos: Prímula:
Gerânio: Agapantos:
Agerato: Agerato Amarelo:
Narcisos: Verbena:
Cravinas: Watsonias:
Ervas e Temperos:
Aipo-Salsão: Coentro:
Pimenta Pirâmide: Pimenta Boyra:
Sálvia: Tomilho:

Ainda há muitas outras opções.
Neste período o plantio de plantas anuais, com floração na primavera e verão, é indicado.
Use sua criatividade, se você plantar com carinho e tomar os devidos cuidados as plantinhas retribuem com toda a sua beleza e magia!

Bom Cultivo!

As Pimentas

As pimentas e os pimentões que conhecemos, pertencem ao gênero Capsicum, família Solanaceae, a mesma família de tomates, berinjelas e batatas. As pimentas são importantes na cultura de vários países, assim como no Brasil, e são consumidas principalmente como tempero, mas também são utilizadas por suas propriedades medicinais e até mesmo místicas.

As Pimentas e a Saúde

A ardência ou picância das pimentas deve-se a presença de uma substância chamada capsaicina. A capsaicina apresenta propriedades medicinais comprovadas cientificamente, ela ativa o metabolismo em geral, auxiliando no emagrecimento, e também atua como cicatrizante de feridas, antioxidante, previne a arteriosclerose, controla o colesterol, evita hemorragias e aumenta a resistência física. Além disso, estimula a liberação de endorfinas, os hormônios que provocam a sensação de bem-estar e satisfação.

A Escala de Pungência

A Escala de Scoville é uma medida da ardência, ou mais corretamente, da picância de uma pimenta ou pimentão. O número de unidades de Scoville indica a quantidade de capsaicina presente nos frutos. A escala foi criada pelo químico americano Wilbur Scoville, que desenvolveu um teste para avaliar a picância de pimentas e pimentões.

Veja na tabela abaixo, a Escala de Pungência das Pimentas que vendemos na Loja Virtual:

Pimenta Boyra Habanero Vermelha 100.000 a 350.000
Pimenta Malagueta 50.000 a 100.000
Pimenta Tupã Bode Vermelha 50.000
Pimenta Arari Bode Amarela 50.000
Pimenta de Cayenne 30.000 a 50.000
Pimenta Híbrida Grisu F1 16.000
Pimenta Espaguetinho Ornamental < 500
Pimenta Iracema Biquinho 0
O Plantio

Para iniciar-se no hobby do cultivo de Pimentas, é interessante que você conheça todas as fases de vida da planta, adquirindo sementes e plantando elas você mesmo. Dominando este processo, você poderá comprar sementes sem medo, além de trocar sementes com pessoas de diversos lugares e fará germinar as mais diferentes variedades de pimentas que desejar.

A construção de uma pequena estufa ajuda no processo, mas não é imprescindível. Uma janela bem iluminada, com uma boa bancada, permite o plantio até mesmo em apartamentos. Para germinar sementes é importante utilizar material esterilizado, desde as sementeiras até o substrato. Nós indicamos a compra da Sementeira Prática, Viveirinho Isla ou Espuma Fenólica. Para substrato, utilize terra comum de jardim misturada com húmus de minhoca e vermiculita. Esterilize no sol, revirando até ficar bem seco, e finalize no forno comum, por 30 minutos em fogo alto. Depois de frio, espalhe sobre as bandejas e plante. Irrigue com pulverizador.

Não permita que o substrato seque durante a germinação. Se necessário, irrigue várias vezes ao dia. Tenha cuidado também para que o inverso não ocorra, ou seja, o encharcamento, que provoca o apodrecimento das sementes e do substrato.

Com um pouco de prática, você verá suas sementes germinarem em 7 a 14 dias. Boa Sorte!

Compre agora mesmo suas sementes, acesse:
https://www.tocadoverde.com.br/sementes/pimentas.html

Monte seu Jardim Tropical!

O renomado paisagista Roberto Burle Marx foi o grande responsável pela popularização dos jardins tropicais. Ele amava especialmente as bromélias, com seu colorido vibrante e formas geométricas.

Os jardins tropicais são exuberantes e de baixa manutenção. Pela utilização de muitas folhagens de texturas e cores diversas, permanece belo e atrativo durante o ano todo em nosso clima. As flores também são sempre de uma beleza exótica e costumam atrair muitos passarinhos e borboletas. Neste estilo de jardim, as formas dos canteiros geralmente são sinuosas, de contorno natural.

Para a implantação de um jardim tropical basta que se tenha muito sol e disponibilidade de água. Como muitas das plantas utilizadas neste jardim são originárias de florestas quentes e úmidas, suas folhas grandes e largas, transpiram bastante, requerendo um ambiente com boa umidade para se manterem viçosas.

Este tipo de jardim pode ser criado de norte a sul do Brasil. Tomando-se o cuidado de prover água extra em regiões onde ocorrem naturalmente secas prolongadas ou baixa umidade do ar.

O jardim tropical é ainda ecológico, ajudando a preservar a flora brasileira, tornando-se um verdadeiro refúgio de vida e descanso para as pessoas e para a fauna silvestre. Os móveis e estruturas que mais conbinam com este estilo são os rústicos, feitos de madeira, fibras naturais, pedra e bambú.

A Toca do Verde preparou uma seleção especial de rizomas para compor o seu jardim tropical. Veja nossas sugestões:

Alpínias:
Bastões-do-imperador:
Caládios:
Helicônias:
Lírios-do-brejo:
Cúrcuma Rosa Cúrcuma Branca
Genibre Magnífico Orelha-de-elefante

Combine essas espécies maravilhosas com bromélias, orquídeas, calatéias, filodendros, palmeiras, estrelítzias, bouganvíleas, etc e monte o seu paraíso tropical.

Quebre a dormência das suas sementes!

Você acaba de adquirir sementes frescas daquela árvore ou flor especial e, mesmo com todas as condições adequadas no plantio, ainda assim ela não germina. O que pode estar acontecendo?

Provavelmente você deve estar com sementes em dormência. O termo dormência, ou quiescência, se aplica quando as sementes, apesar de viáveis, não germinam mesmo sob as condições ideais de substrato, temperatura, luz, umidade e ventilação. A dormência é uma maneira que as plantas encontraram para superar condições temporariamente desfarováveis à germinação. Por exemplo, uma semente de flor que não tolera o frio, pode ficar em dormência por cerca de 3 a 5 meses, dando o tempo suficiente para que o inverno passe. Outro exemplo frequente, é o das árvores do cerrado ou do nordeste, que precisam passar anualmente por um longo período seco. A germinação no período seco é inviável, por tanto as sementes só germinam depois de bastante tempo.

Os mecanismos que fazem com que uma semente seja dormente são variáveis. Algumas tem a casca dura e espessa, que impede a hidratação do embrião, em outras o embrião ainda não está completamente pronto, necessitando tempo para maturação. Outras ainda necessitam que o embrião acorde, por algum estímulo externo como o aumento ou descréscimo das horas de luz, ou até mesmo uma queimada natural.

Independente do fator que faça com que uma semente saia da dormência, é importante saber que há formas de quebrar a dormência de muitas sementes, simulando o estímulo que ela encontraria na natureza.

Abaixo você encontra uma tabela com os métodos de quebra de dormência para as sementes que comercializamos. Qualquer dúvida entre em contato.

Espécie
Nome
Científico
Tratamento
Aroeira-pimenteira Schinus terebinthifolius Remoção da casca do fruto e lavagem em água corrente.
Barbatimão Stryphnodendron adstringens Ácido Sulfúrico – 15 min ou Água – Ambiente – 12:00 h
Canafístula Peltophorum dubium Água (80o C) – 5 min ou Escarificação Mecânica
Cássia Imperial Cassia fistula Ácido Sulfúrico – por 30 a 60 min ou Escarificação Mecânica
Cássia Rosa Cassia grandis Ácido Sulfúrico – por 30 a 60 min ou Escarificação Mecânica
Cinamomo Melia azedarach Remoção da polpa
Coração-de-negro Albizia lebbeck Escarificação mecânica, ou Imersão em água a temperatura inicial de 80ºC, seguida de repouso por 24 horas.
Embaúba Cecropia sp. Presença de luz e uso de temperaturas alternadas.
Flamboyant Delonix regia Água ( 80o C ) – 5 min
Genipapo Genipa americana Imersão das sementes em água à temperatura ambiente (25ºC) por 48 horas.
Goiaba Psidium guajava Imersão em água à temperatura ambiente (25ºC) por 48 horas.
Graviola Annona muricata Molho em Água fria por 24 horas
Guapuruvu Schizolobium parahyba Água ( 90o C ) -1 min ou Escarificação
Mecânica
Louro-pardo Cordia trichotoma Escarificação Mecânica leve
Mulungu Erythrina crista-galli Escarificação Mecânica
Olho-de-pavão Adenanthera pavonina Escarificação Mecânica ou Ácido Sulfúrico – 35 min
Olho-de-cabra Ormosia arborea Escarificação Mecânica ou Ácido Sulfúrico – 35 min
Orelha-de-macaco Enterolobium contortisiliquum Ácido Sulfúrico – 90 min, Escarificação Mecânica ou Imersão em água por 72 horas
Paineira Chorisia speciosa Imersão em água fria por 24 a 48 horas
Pata-de-vaca Bauhinia variegata Escarificação Mecânica
Pau marfim Balfourodendron riedelianum Escarificação Mecânica seguida de Imersão em água fria por 24 horas.
Sansão-do-campo Mimosa caesalpiniaefolia Escarificação das sementes nuas em ácido sulfúrico 95% por 5 minutos
Sapucaia Lecythis pisonis Retirar o arilo
Tamarindo Tamarindus indica Escarificação, manual com lixa e imersão em água, por 48 horas.
Tipuana Tipuana tipu Imersão das sementes em água à temperatura ambiente (25ºC) por 48 horas.
Urucum Bixa orellana Escarificação Mecânica ou Imersão em Ácido Sulfúrico por 15 a 20 minutos.
Uva –do-Japão Hovenia dulcis Imersão em água fervente e permanência por 12 horas na mesma água.