O que plantar no inverno?

Ahhh o inverno.. estação fria, mas gostosa e aconchegante.. Quem não gosta de dormir mais coladinho, ficar debaixo de um cobertorzinho no sofá assistindo aquele filminho e ainda comendo uma ótima pipoca??

Bem, mas além dos filminhos e cobertores há um passatempo tão bom quanto, ou melhor: PLANTAR!

O inverno, ao contrário do que muitos pensam, é uma ótima época para o plantio. Neste período há a redução de proliferação de pragas e doenças, devido as temperaturas amenas, favorecendo o plantio.

Pois bem, mãos à obra!
Ops.. mas o que plantar??
Por isso que estamos aqui, para ajudá-los nesta questão.
São muitas opções, é neste período que você pode começar a preparar o seu jardim para a primavera!

Aqui estão algumas dicas do que plantar no inverno:

Flores:
Amor-Perfeito: Amarílis:
Gladíolos: Prímula:
Gerânio: Agapantos:
Agerato: Agerato Amarelo:
Narcisos: Verbena:
Cravinas: Watsonias:
Ervas e Temperos:
Aipo-Salsão: Coentro:
Pimenta Pirâmide: Pimenta Boyra:
Sálvia: Tomilho:

Ainda há muitas outras opções.
Neste período o plantio de plantas anuais, com floração na primavera e verão, é indicado.
Use sua criatividade, se você plantar com carinho e tomar os devidos cuidados as plantinhas retribuem com toda a sua beleza e magia!

Bom Cultivo!

As Pimentas

As pimentas e os pimentões que conhecemos, pertencem ao gênero Capsicum, família Solanaceae, a mesma família de tomates, berinjelas e batatas. As pimentas são importantes na cultura de vários países, assim como no Brasil, e são consumidas principalmente como tempero, mas também são utilizadas por suas propriedades medicinais e até mesmo místicas.

As Pimentas e a Saúde

A ardência ou picância das pimentas deve-se a presença de uma substância chamada capsaicina. A capsaicina apresenta propriedades medicinais comprovadas cientificamente, ela ativa o metabolismo em geral, auxiliando no emagrecimento, e também atua como cicatrizante de feridas, antioxidante, previne a arteriosclerose, controla o colesterol, evita hemorragias e aumenta a resistência física. Além disso, estimula a liberação de endorfinas, os hormônios que provocam a sensação de bem-estar e satisfação.

A Escala de Pungência

A Escala de Scoville é uma medida da ardência, ou mais corretamente, da picância de uma pimenta ou pimentão. O número de unidades de Scoville indica a quantidade de capsaicina presente nos frutos. A escala foi criada pelo químico americano Wilbur Scoville, que desenvolveu um teste para avaliar a picância de pimentas e pimentões.

Veja na tabela abaixo, a Escala de Pungência das Pimentas que vendemos na Loja Virtual:

Pimenta Boyra Habanero Vermelha 100.000 a 350.000
Pimenta Malagueta 50.000 a 100.000
Pimenta Tupã Bode Vermelha 50.000
Pimenta Arari Bode Amarela 50.000
Pimenta de Cayenne 30.000 a 50.000
Pimenta Híbrida Grisu F1 16.000
Pimenta Espaguetinho Ornamental < 500
Pimenta Iracema Biquinho 0
O Plantio

Para iniciar-se no hobby do cultivo de Pimentas, é interessante que você conheça todas as fases de vida da planta, adquirindo sementes e plantando elas você mesmo. Dominando este processo, você poderá comprar sementes sem medo, além de trocar sementes com pessoas de diversos lugares e fará germinar as mais diferentes variedades de pimentas que desejar.

A construção de uma pequena estufa ajuda no processo, mas não é imprescindível. Uma janela bem iluminada, com uma boa bancada, permite o plantio até mesmo em apartamentos. Para germinar sementes é importante utilizar material esterilizado, desde as sementeiras até o substrato. Nós indicamos a compra da Sementeira Prática, Viveirinho Isla ou Espuma Fenólica. Para substrato, utilize terra comum de jardim misturada com húmus de minhoca e vermiculita. Esterilize no sol, revirando até ficar bem seco, e finalize no forno comum, por 30 minutos em fogo alto. Depois de frio, espalhe sobre as bandejas e plante. Irrigue com pulverizador.

Não permita que o substrato seque durante a germinação. Se necessário, irrigue várias vezes ao dia. Tenha cuidado também para que o inverso não ocorra, ou seja, o encharcamento, que provoca o apodrecimento das sementes e do substrato.

Com um pouco de prática, você verá suas sementes germinarem em 7 a 14 dias. Boa Sorte!

Compre agora mesmo suas sementes, acesse:
https://www.tocadoverde.com.br/sementes/pimentas.html

Quebre a dormência das suas sementes!

Você acaba de adquirir sementes frescas daquela árvore ou flor especial e, mesmo com todas as condições adequadas no plantio, ainda assim ela não germina. O que pode estar acontecendo?

Provavelmente você deve estar com sementes em dormência. O termo dormência, ou quiescência, se aplica quando as sementes, apesar de viáveis, não germinam mesmo sob as condições ideais de substrato, temperatura, luz, umidade e ventilação. A dormência é uma maneira que as plantas encontraram para superar condições temporariamente desfarováveis à germinação. Por exemplo, uma semente de flor que não tolera o frio, pode ficar em dormência por cerca de 3 a 5 meses, dando o tempo suficiente para que o inverno passe. Outro exemplo frequente, é o das árvores do cerrado ou do nordeste, que precisam passar anualmente por um longo período seco. A germinação no período seco é inviável, por tanto as sementes só germinam depois de bastante tempo.

Os mecanismos que fazem com que uma semente seja dormente são variáveis. Algumas tem a casca dura e espessa, que impede a hidratação do embrião, em outras o embrião ainda não está completamente pronto, necessitando tempo para maturação. Outras ainda necessitam que o embrião acorde, por algum estímulo externo como o aumento ou descréscimo das horas de luz, ou até mesmo uma queimada natural.

Independente do fator que faça com que uma semente saia da dormência, é importante saber que há formas de quebrar a dormência de muitas sementes, simulando o estímulo que ela encontraria na natureza.

Abaixo você encontra uma tabela com os métodos de quebra de dormência para as sementes que comercializamos. Qualquer dúvida entre em contato.

Espécie
Nome
Científico
Tratamento
Aroeira-pimenteira Schinus terebinthifolius Remoção da casca do fruto e lavagem em água corrente.
Barbatimão Stryphnodendron adstringens Ácido Sulfúrico – 15 min ou Água – Ambiente – 12:00 h
Canafístula Peltophorum dubium Água (80o C) – 5 min ou Escarificação Mecânica
Cássia Imperial Cassia fistula Ácido Sulfúrico – por 30 a 60 min ou Escarificação Mecânica
Cássia Rosa Cassia grandis Ácido Sulfúrico – por 30 a 60 min ou Escarificação Mecânica
Cinamomo Melia azedarach Remoção da polpa
Coração-de-negro Albizia lebbeck Escarificação mecânica, ou Imersão em água a temperatura inicial de 80ºC, seguida de repouso por 24 horas.
Embaúba Cecropia sp. Presença de luz e uso de temperaturas alternadas.
Flamboyant Delonix regia Água ( 80o C ) – 5 min
Genipapo Genipa americana Imersão das sementes em água à temperatura ambiente (25ºC) por 48 horas.
Goiaba Psidium guajava Imersão em água à temperatura ambiente (25ºC) por 48 horas.
Graviola Annona muricata Molho em Água fria por 24 horas
Guapuruvu Schizolobium parahyba Água ( 90o C ) -1 min ou Escarificação
Mecânica
Louro-pardo Cordia trichotoma Escarificação Mecânica leve
Mulungu Erythrina crista-galli Escarificação Mecânica
Olho-de-pavão Adenanthera pavonina Escarificação Mecânica ou Ácido Sulfúrico – 35 min
Olho-de-cabra Ormosia arborea Escarificação Mecânica ou Ácido Sulfúrico – 35 min
Orelha-de-macaco Enterolobium contortisiliquum Ácido Sulfúrico – 90 min, Escarificação Mecânica ou Imersão em água por 72 horas
Paineira Chorisia speciosa Imersão em água fria por 24 a 48 horas
Pata-de-vaca Bauhinia variegata Escarificação Mecânica
Pau marfim Balfourodendron riedelianum Escarificação Mecânica seguida de Imersão em água fria por 24 horas.
Sansão-do-campo Mimosa caesalpiniaefolia Escarificação das sementes nuas em ácido sulfúrico 95% por 5 minutos
Sapucaia Lecythis pisonis Retirar o arilo
Tamarindo Tamarindus indica Escarificação, manual com lixa e imersão em água, por 48 horas.
Tipuana Tipuana tipu Imersão das sementes em água à temperatura ambiente (25ºC) por 48 horas.
Urucum Bixa orellana Escarificação Mecânica ou Imersão em Ácido Sulfúrico por 15 a 20 minutos.
Uva –do-Japão Hovenia dulcis Imersão em água fervente e permanência por 12 horas na mesma água.

Cultivando Ervas no Jardim

Um canteiro ou vaso com ervas é simples e fácil de manter. Além de ser muito útil! As ervas apresentam propriedades medicinais, cosméticas, mágicas, aromáticas e condimentares conhecidas há milênios pela humanidade e outras tantas que são descobertas ainda hoje e serão no futuro. Você pode plantar um canteiro com suas ervas favoritas em qualquer lugar que receba boa incidência de sol. Pode ser um cantinho do jardim, ou até mesmo vasinhos pendurados na parede se você não tiver muito espaço. Até mesmo em pequenos apartamentos é possível cultivar ervas com criatividade.

Se você gosta de cozinhar, nada melhor do que ter seus temperos favoritos ao alcance das mãos, fresquinhos e sem agrotóxicos. As seguintes espécies condimentam maravilhosos pratos da culinária brasileira e mundial:
Alecrim
Cebolinha
Coentro
Cominho
Manjericão
Orégano
Salsa
Pimenta
– Outros temperos: https://www.tocadoverde.com.br/sementes/temperos.html

Agora, se o que você deseja é ter uma farmácia natural sempre à mão, para preparas chás para toda a família, não dispense as seguintes ervas medicinais:
Calêndula
Camomila
Endro
Erva-doce
Melissa
Arruda
– Outras ervas medicinais: https://www.tocadoverde.com.br/sementes/ervasmedicinais.html

Depois de escolhidas as espécies que você deseja cultivar, não esqueça de produzir as mudinhas e preparar bem a terra onde elas crescerão, para que fiquem sempre viçosas e saudáveis. Uma terra soltinha e fértil, com boa drenagem e pH balanceado é tudo o que necessitam para terem raízes bem desenvolvidas e fortes. Não esqueça de irrigar sempre em intervalos regulares, deixando a terra secar superficialmente entre as regas. A maioria das ervas não gosta de muita água, devendo ser resguardada de excessos de regas e encharcamentos.

Já cultiva ervas no jardim? Torne-se um expert com os seguintes livros:
Ervas – Guia Prático
Manual Natureza de Hortaliças e Temperos
Plantas Medicinais no Brasil
O Segredo das Ervas

Novas Embalagens de Sementes de Gramas

A Toca do Verde está disponibilizando novas embalagens de sementes de Grama Batatais e Bermuda, agora para formar áreas maiores de gramado. As novas embalagens são latas de aço ou pacotes aluminizados longa vida, como 50 ou 100 gramas, de ambas as espécies de gramas.

Com as novas opções ficou mais econômico e prático formar um gramado verdejante para ornamentação, contenção de taludes e erosão ou para campos esportivos.

Saiba um pouco mais sobre as gramas:

Grama Batatais:
Da espécie Paspalum notatum, é uma grama indicada para campos esportivos em geral, como campos de futebol, golfe, pólo e playgrounds.

A grama-batatais tem folhas longas, firmes e pouco pilosas, de coloração verde-clara. É rizomatosa, isto é, o caule fica abaixo do solo e emite as folhas para cima. É indicada para campos de futebol, jardins públicos e locais com tráfego, devido à sua resistência e rusticidade. Deve ser aparada sempre que alcançar 3 a 5 cm ou quando florescer.

Pode ser cultivada em solos mais pobres, com adubações semestrais e regas regulares, embora tenha certa resistência à estiagem. Não é indicada para situações de sombra ou meia-sombra, devendo ficar a pleno sol.

Tempo para Formação: 60 a 90 dias
Disponível em embalagens de 6, 50 e 100 gramas
Disponível em embalagens de 6, 50 e 100 gramas
Rendimento:

  • 6g: 0,4 m²
  • 50g: 3,33 m²
  • 100g: 6,66 m²

Grama Bermuda:
Da espécie Cynodon dactylon, ela tem folhas estreitas de coloração verde intensa. Bastante macia e resistente ao pisoteio, tem rápido crescimento e regeneração, necessitando de ceifas frequentes. Também é excelente para campos esportivos e para fins ornamentais. Deve ser aparada sempre que alcançar 2 cm. É também considerada boa pastagem.

Deve ser cultivada sempre a pleno sol, em solos férteis enriquecidos com matéria orgânica, com adubações semestrais e regas regulares. Tolerante a secas e altas temperaturas.

Tempo para Formação: 90 dias
Disponível em embalagens de 6, 50 e 100 gramas
Rendimento:

  • 6g: 1,33 m²
  • 50g: 11,11 m²
  • 100g: 22,22 m²

Sementes para começar!

Para inaugurar o blog da Toca do Verde, nada melhor do que dicas para iniciantes na jardinagem.

Já experimentou plantar flores por sementes? Elas lhe parecem tão pequenas e difíceis de germinar… nada que um pouco de experiência não resolva.

Veja abaixo uma lista de flores de sementes grandes e fáceis de cultivar (ideais para iniciantes, presentear ou dar de brinde), todas podem ser cultivadas em vasos ou diretamente nos canteiros. E ainda são lindas e custam apenas R$ 0,90 cada envelope! Para ficar craque comece com estas e dê uma olhada no artigo do nosso parceiro Jardineiro.net:

Como plantar sementes

Veja as fotos destas e outras flores em:
https://www.tocadoverde.com.br/sementes/flores.html