Uso de Dálias no Paisagismo

Não tem como negar, as flores das dálias são mesmo belíssimas. Coloridas e cheias de pétalas elas alegram qualquer jardim. O problema é que muitas vezes a folhagem não agrada a todos. Não raro, vemos elas crescendo muitas vezes desengonçadas e compridas, exigindo tutores e criando maciços um tanto estranhos, em contraste com a floração exuberante. Tudo se trata de uma questão de correta utilização de uma planta tão versátil, porém mal interpretada às vezes.

Primeiramente é preciso verificar a variedade que você está comprando. Há os tipos altos e os anões:

As cultivares altas alcançam entre 90 e 120 cm de altura e produzem as mais belas floradas. Elas são vendidas comumente na forma de tubérculos. Sua utilização paisagística é extensa, mas deve ser criteriosa. Os locais ideais para o seu cultivo são sempre ensolarados, junto a cercas de arame ou madeira, treliças ou até mesmo construções, como casas e muros, de forma que possa ser facilmente tutorada e fique com boa perspectiva, sem criar moitas estranhas bem no meio do jardim. Este tipo de dália viceja bem diretamente no solo, resista de plantá-la em vasos, a não ser que o vaso seja grande, para que a proporção fique boa, e certifique-se que será posicionado de forma semelhante à planta cultivada diretamente no solo, como exemplificamos anteriormente.

É possível também criar maciços harmoniosos, densos e altos com estas dálias. Esta opção é ideal para grandes jardins, onde as margens dos maciços, e a base das plantas, poderão ser guarnecidas com outras floríferas mais baixas e até mesmo forrações. Não se esqueça de observar bem a perspectiva neste caso também, para que o maciço não bloqueie a visão de outros pontos interessantes no jardim, quebrando a sensação de espaço.

Adquira tubérculos de nossas dálias altas no link abaixo:
https://www.tocadoverde.com.br/bulbos/dalias.html.

As variedades anãs são comumente vendidas na forma de sementes, em envelopes de flores com cores sortidas. Elas são ideais para criar maciços coloridos em gramados bem cuidados, além de bordaduras ao longo de canteiros e caminhos no jardim. Devido ao pequeno porte elas não precisam ser tutoradas e também podem ser plantadas em vasos e jardineiras. Apesar de serem adquiridas na forma de sementes, elas também produzem bulbos que poderão ser divididos e estocados como as dálias altas. Da mesma forma que estas, elas podem produzir híbridos por cruzamento e você pode obter dálias novas apartir das sementes das dálias que você cultiva!

Adquira sementes de dálias anãs sortidas no link abaixo:
https://www.tocadoverde.com.br/catalogsearch/result/?q=%22sementes+de+d%C3%A1lia%22

Sejam elas anãs ou altas, as dálias criam um clima de jardim campestre, com um toque serrano, country. Elas também combinam muito bem com os diferentes estilos de jardins europeus, substituido roseiras em jardins franceses e italianos. Brinque também de combinar as cores das flores, por complementação ou por similaridade. Seu jardim vai ficar aconchegante e alegre!

Cultivando Ervas no Jardim

Um canteiro ou vaso com ervas é simples e fácil de manter. Além de ser muito útil! As ervas apresentam propriedades medicinais, cosméticas, mágicas, aromáticas e condimentares conhecidas há milênios pela humanidade e outras tantas que são descobertas ainda hoje e serão no futuro. Você pode plantar um canteiro com suas ervas favoritas em qualquer lugar que receba boa incidência de sol. Pode ser um cantinho do jardim, ou até mesmo vasinhos pendurados na parede se você não tiver muito espaço. Até mesmo em pequenos apartamentos é possível cultivar ervas com criatividade.

Se você gosta de cozinhar, nada melhor do que ter seus temperos favoritos ao alcance das mãos, fresquinhos e sem agrotóxicos. As seguintes espécies condimentam maravilhosos pratos da culinária brasileira e mundial:
Alecrim
Cebolinha
Coentro
Cominho
Manjericão
Orégano
Salsa
Pimenta
– Outros temperos: https://www.tocadoverde.com.br/sementes/temperos.html

Agora, se o que você deseja é ter uma farmácia natural sempre à mão, para preparas chás para toda a família, não dispense as seguintes ervas medicinais:
Calêndula
Camomila
Endro
Erva-doce
Melissa
Arruda
– Outras ervas medicinais: https://www.tocadoverde.com.br/sementes/ervasmedicinais.html

Depois de escolhidas as espécies que você deseja cultivar, não esqueça de produzir as mudinhas e preparar bem a terra onde elas crescerão, para que fiquem sempre viçosas e saudáveis. Uma terra soltinha e fértil, com boa drenagem e pH balanceado é tudo o que necessitam para terem raízes bem desenvolvidas e fortes. Não esqueça de irrigar sempre em intervalos regulares, deixando a terra secar superficialmente entre as regas. A maioria das ervas não gosta de muita água, devendo ser resguardada de excessos de regas e encharcamentos.

Já cultiva ervas no jardim? Torne-se um expert com os seguintes livros:
Ervas – Guia Prático
Manual Natureza de Hortaliças e Temperos
Plantas Medicinais no Brasil
O Segredo das Ervas

Novas Embalagens de Sementes de Gramas

A Toca do Verde está disponibilizando novas embalagens de sementes de Grama Batatais e Bermuda, agora para formar áreas maiores de gramado. As novas embalagens são latas de aço ou pacotes aluminizados longa vida, como 50 ou 100 gramas, de ambas as espécies de gramas.

Com as novas opções ficou mais econômico e prático formar um gramado verdejante para ornamentação, contenção de taludes e erosão ou para campos esportivos.

Saiba um pouco mais sobre as gramas:

Grama Batatais:
Da espécie Paspalum notatum, é uma grama indicada para campos esportivos em geral, como campos de futebol, golfe, pólo e playgrounds.

A grama-batatais tem folhas longas, firmes e pouco pilosas, de coloração verde-clara. É rizomatosa, isto é, o caule fica abaixo do solo e emite as folhas para cima. É indicada para campos de futebol, jardins públicos e locais com tráfego, devido à sua resistência e rusticidade. Deve ser aparada sempre que alcançar 3 a 5 cm ou quando florescer.

Pode ser cultivada em solos mais pobres, com adubações semestrais e regas regulares, embora tenha certa resistência à estiagem. Não é indicada para situações de sombra ou meia-sombra, devendo ficar a pleno sol.

Tempo para Formação: 60 a 90 dias
Disponível em embalagens de 6, 50 e 100 gramas
Disponível em embalagens de 6, 50 e 100 gramas
Rendimento:

  • 6g: 0,4 m²
  • 50g: 3,33 m²
  • 100g: 6,66 m²

Grama Bermuda:
Da espécie Cynodon dactylon, ela tem folhas estreitas de coloração verde intensa. Bastante macia e resistente ao pisoteio, tem rápido crescimento e regeneração, necessitando de ceifas frequentes. Também é excelente para campos esportivos e para fins ornamentais. Deve ser aparada sempre que alcançar 2 cm. É também considerada boa pastagem.

Deve ser cultivada sempre a pleno sol, em solos férteis enriquecidos com matéria orgânica, com adubações semestrais e regas regulares. Tolerante a secas e altas temperaturas.

Tempo para Formação: 90 dias
Disponível em embalagens de 6, 50 e 100 gramas
Rendimento:

  • 6g: 1,33 m²
  • 50g: 11,11 m²
  • 100g: 22,22 m²

Sementes para começar!

Para inaugurar o blog da Toca do Verde, nada melhor do que dicas para iniciantes na jardinagem.

Já experimentou plantar flores por sementes? Elas lhe parecem tão pequenas e difíceis de germinar… nada que um pouco de experiência não resolva.

Veja abaixo uma lista de flores de sementes grandes e fáceis de cultivar (ideais para iniciantes, presentear ou dar de brinde), todas podem ser cultivadas em vasos ou diretamente nos canteiros. E ainda são lindas e custam apenas R$ 0,90 cada envelope! Para ficar craque comece com estas e dê uma olhada no artigo do nosso parceiro Jardineiro.net:

Como plantar sementes

Veja as fotos destas e outras flores em:
https://www.tocadoverde.com.br/sementes/flores.html